fundo3.jpg
recorte preto.png
 
 

QUEM MARCOU PRESENÇA

MISSIONÁRIO SHALOM.png
live.png
ROSA DE SARON.png
SINAL D PAZ.png
live.png
athenas.png
GEN ROSSO.png
ROB GALEA.png
ADRIANA ARYDES.png
davidson.png
logo solidadrio.png
 
fundo3.jpg
trasform.png
quote.png

Eu estava vivendo um período bastante complicado, com crises depressivas, e sentia um grande vazio, uma falta de sentido. No fundo, ansiava encontrar Jesus. Mas acho que Ele esperava muito mais por esse encontro.

 

Até que um dia, eu estava no Centro de Fortaleza (CE), quando conheci, “por acaso”, uma missionária da Comunidade Católica Shalom. Ela me convidou para o Festival Halleluya.

 

A princípio, pensei que fosse só mais um evento de bandas católicas, e já estava na maior das expectativas pelos shows do Missionário Shalom e da Suely Façanha, porém, em meio a tantas orações, fui tocada. Senti Deus me convidando a não ter medo de me aproximar e de buscar mergulhar no amor dEle.

 

Fui ao Festival para encontrá-lo, mas, na verdade, foi Ele mesmo quem veio ao meu encontro, para curar todos os meus vazios e preencher o meu coração."

 

 

- Cláudia Silva

quote.png

Sou jornalista e foi no Halleluya de 2015 que descobri a minha vocação. Naquele ano, eu havia iniciado o meu curso há pouco tempo e estava conhecendo um lado bem difícil da profissão. E me questionava: “será que eu iria conseguir ser feliz de verdade?”

 

No fundo, faltava sentido, faltava amor, faltava oferta. Eu queria sucesso e reconhecimento. No auge dos meus 19 anos de idade, fui chamada para servir na comunicação do Festival Halleluya.

 

Ao longo das madrugadas de serviço, fui tendo a experiência de viver o Halleluya dos bastidores e de contemplar o milagre que é esse evento. Pude ver pessoas que transitavam atrás do palco com o terço na mão e fui entendendo que, de fato, tudo na Comunidade Católica Shalom – do menor ao maior gesto -, era feito na base da oração e da escuta à voz de Deus.

 

E é assim a cada ano: o Halleluya faz aniversário comigo e é estando nele que eu redescubro quem sou e o que vim fazer neste mundo. A festa nunca acaba e os seus frutos também não!”

 

 

- Rita de Cássia

recorte preto.png
patrocinadores.png